Printer-friendly version
Glossário em EAD


Browse the glossary using this index

Special | A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O
P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z | ALL

Page:  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  (Next)
ALL

A

:
Abreviatura para Áudio e Vídeo.
:
Atividades centradas nos objetivos da aprendizagem, estabelecidas no Projeto Político Pedagógico, faz referência a conteúdos do material didático.
:
Atividades didáticas para construção de conhecimentos, fomentando a interação entre atores do processo educacional.
:
Atividades didáticas com enfoque na construção do conhecimento, tem inicio quando o conteúdo do aprendizado é assimilado.
:
Utiliza conceitos e estratégias pedagógicas, com projetos específicos, seja na oferta de material didático ou outros tópicos desses conceitos tais como: Conteúdos elaborados de forma colaborativa, auto-aprendizagem, solução de problemas entre outros.
:
Ferramenta, de software, desenvolvida para proporcionar a possibilidade de aprendizado com utilização da Internet e das T.I.C.S (Tecnologias de Informação e de comunicação).
:
Figuras ou ilustrações com animações utilizadas para compor material didático a serem aplicados em cursos à distância.
:
É o aluno que, no processo de aprender, tem interação em relação ao material educacional disponível nos cursos, participa continuamente nos trabalhos apresentados individualmente ou em grupo, tem participação em teste e avaliações.
:
Comunicação onde a mensagem emitida por uma pessoa é recebida e respondida mais tarde pelas outras, ou seja, não acontece em tempo real.
:
Pessoas (alunos e professores) que participam do processo educacional presencial ou a distância.
:
Aula que utiliza recursos TIC (Tecnologia de informação e comunicação), além de um ambiente educacional virtual com ferramentas específicas, oferecendo oportunidade de contatos síncronos e assíncronos entres os atores do processo educacional.
:
Modalidade em que o aprendiz a partir de material didático disponível e orientações pedagógicas específicas, aprende e constrói seu próprio conhecimento.
:
(Art. 11 – Lei 9610/98) – Pessoa física criadora de obra literária, artística ou científica.
:
Compreende os diferentes tipos de elementos que podem ser utilizados para obter um indicador do conhecimento adquirido pelo aprendiz.
:
Analise preliminar em um curso na busca de identificar ou avaliar os conhecimentos específicos dos alunos antes de iniciar atividades.
:
Avaliação que estabelece com sincronismo a conferência em tempo real da assimilação do conteúdo de um curso pelos alunos ou aprendizes.
:
Avaliação com questões objetivas, as quais são atribuídas pontuações com a finalidade de somar esses resultados em relação a avaliação global do aluno ou aprendiz.

B

:
Cópia de segurança para arquivos armazenados em um sistema computacional ou cópia de segurança de um curso já encerrado que tenha sido ministrado a distância.
:
Proporciona acesso de alta velocidade à Internet.
:
Fundamentos nas teorias dos valores morais. Axiologia – Estudo ou teoria de alguma espécie de valor, particularmente de valores morais. Teoria crítica dos conceitos de valor (dicionário Aurélio).
:
A partir do inglês "behavior" que quer dizer comportamento, é uma outra denominação da corrente comportamentalista.
:
Armazena e organiza documentos digitais, permite consulta via WEB, desses documentos.
:
A menor unidade de informação digital.
:
Página Web desenvolvida com a finalidade de abrigar informações pessoais, contendo materiais tais como fotos, curriculum e outros dados.
:
(Corpo). Em uma página HTML marca o início do corpo da página onde o conteúdo, que efetivamente é apresentado pelo navegador, é inserido.
:
Publicação com periodicidade determinada ou não, podendo tratar de um assunto específico ou não e de forma resumida.
:
(Borda). No HTML é a propriedade que define a espessura da borda que delimita um elemento em uma página.
:
(Parte de Baixo).Termo usado, no HTML, para definir o alinhamento de um elemento com a parte de baixo do documento.
:
É a transmissão onde o sinal de áudio e vídeo é originado em apenas uma unidade e transmitido simultaneamente para as demais unidades participantes. Pode ser de televisão, videoconferência ou outra.
:
Software que permite verificar vários recursos da Internet, principalmente hiperdocumentos HTML.

C

:
(Content Management System) – Sistema de gerenciamento de conteúdos, software que simplifica a produção e o envio de conteúdos para páginas Web.
:
(Cascade Style Sheets) - Folhas de Estilo em Cascata. Tecnologia WEB que agrega funções de estilo e formatação ao HTML.
:
(Fita, áudio) - Invólucro fechado com fita magnética onde se gravam registros sonoros.
:
Tipo de instituição de ensino superior criados a partir da flexibilização feita pela LDB, e regulamentada pelo Decreto nº 2.306, de 19/08/97, com características diferentes das universidades e demais instituições de ensino existentes antes de 1996:
São centros universitários as instituições de ensino superior pluridisciplinares, abrangendo uma ou mais áreas do conhecimento, que se caracterizam pela excelência do ensino oferecido, comprovado pela qualificação de seu corpo docente e pelas condições de trabalho acadêmico oferecidas à comunidade escolar, nos termos das normas estabelecidas pelo Ministério da Educação para seu credenciamento (Dec. Nº 2.306/97, art. 12).
:
Conjunto de computadores, serviços e toda atividade que constitui a rede Internet. Mundo virtual, onde transitam informações e onde pessoas se relacionam virtualmente, por meios eletrônicos.
:
ciência que estuda as comunicações e o sistema de controle não só dos organismos, mas também nas máquinas. (Aurélio, versão 3, Século 21)
:
fenômeno complexo constituído, por excelência, pelas ações linguísticas da coordenação de ações entre indivíduos, tanto no interior das organizações como em suas interações com o mundo exterior. Possui etapas e fases que se subdividem em diversos processos. Na etapa da constituição da promessa: fases de criação de contexto e de negociação. Na etapa em que ocorre o cumprimento da promessa: fases de realização e de avaliação da mesma ( Echeverría, R.).
:
Conhecimento acumulado e aceito, que tem sido sistematizado e formulado como referência.
:
Cognição, aquisição de conhecimento.
:
Denominação do processo interno do indíviduo de aquisição, maturação e elaboração do conhecimento. Em algumas abordagens é sinônimo de aprendizagem.
:
1. Capacidade para realizar algo. Não se aprende nos livros, mas é algo que o sujeito adquire a partir de sua prática, fundada em teorias reconhecidas. Ex: as competências sociais, as competências relacionais, as competências colaborativas. 2. O sujeito adquire competência a partir do desenvolvimento harmônico de um conjunto de habilidades em relação a uma função específica.
:
Pessoas com acesso a rede mundial de computadores (internet) que interagem umas com as outras, compartilham informações, pesquisando e promovendo a distribuição softwares, oferecendo serviços, trocando correspondências.
:
são coletividades onde pessoas que se agrupam no mundo virtual, de forma colaborativa e com base na reciprocidade, todos ensinam a todos e todos aprendem com todos. Nas comunidades virtuais a concepção sócio-interativa, que hoje se torna cada vez mais importante em educação, se realiza de forma plena (Azevedo, W., 2002).
:
Pode ser definido como um nome ou símbolo dado a um grupo de objetos, pessoas, ou eventos tendo algo em comum. Exemplos: "mobília" é um conceito que se aplica a cadeira, mesa, armário etc. Emoções é o conceito para alegria, felicidade, afeição, ira etc. Denominação de classe que pode se referir a objetos, eventos, ou propriedade de eventos.
:
É o processo de percepção, decodificação, compreensão e incorporação de algumas informações, que se tornam significativas para mim e se incorporam ao contexto e ao repertório que já possuía até agora e o modifica em algum aspecto.
:
Um tipo de conhecimento entre outros que se caracteriza pelo uso dos métodos e critérios de produção de conhecimento legitimados por uma comunidade de cientistas.
:
modalidade de conhecimento caracteristicamente prática; conhecimento tradicional de uma dada sociedade; bom senso.
:
Conhecimento baseado na experiência direta do indivíduo, não intelectual da realidade.
:
Resultado da observação feita por um sujeito sobre um objeto. Entretanto, o resultado não é nem óbvio nem simples. O conhecimento é o processo mediante o qual apreendemos a complexidade do mundo. Nesse sentido, todo conhecimento é uma maneira de reduzir a complexidade, criando uma descrição com sentido do todo ou das partes. As discussões sobre o conhecimento são estudadas pela epistemologia e a gnosiologia.
:
Material didático ou documentos elaborados de forma a permitir a
participação colaborativa de pessoas ligadas ou não ao projeto.
:
Arquitetura, forma de desenvolvimento e implantação de cursos.
:
Reprodução não autorizada.
:
Abordagem que entende que o conhecimento é construído através das interações entre o sujeito e o meio num processo permanente. O termo é também encontrado como sinônimo de cognitivismo. É muitas vezes utilizado para denominar a teoria de Jean Piaget. Pela popularização dessa expressão é comum encontrar o termo como sinônimo de uma metodologia educacional.
:
Informações que um servidor WEB pode armazenar, temporariamente, junto ao browser.
:
Profissional que realiza interação com o ambiente educacional virtual em seu maior nível, responsável pela condução dos trabalhos de aprendizado e tornar viável o acesso aos recursos do ambiente, será auxiliado por formadores se necessário.
:
Visão de mundo, de homem, de educação que as pessoas têm como decorrência de sua história de vida e como fruto de sua ideologia.
:
Produção de uma idéia, conceito, criação ou descoberta que é nova, original, útil, ou que satistaça seu criador ou alguém mais, por um certo período de tempo.
:
Representação gráfica que expressa a previsão da execução de um trabalho ou projeto que indica os prazos de suas diversas fases.
:
Por crítica entende-se tanto a análise como o conhecimento e o posicionamento valorativo diante de uma realidade. A crítica pode referir-se de maneira lógica ou empírica à estrutura e validade das afirmações, ou esclarecer doutrinas e esquemas de pensamento. Ela pode contribuir de muitas maneiras para o esclarecimento da prática e para o desenvolvimento de alternativas de soluções.
:
Forma de estudo em que estão previstos atendimentos aos requisitos de um curso e oferece a flexibilidade necessária aos atores do processo educacional, quanto ao tempo e espaço e interação.
:
Cursos de aperfeiçoamento profissional de curta duração.
:
Não são sinônimos. Os custos estão relacionados ao processo de produção de bens ou serviços. Enquanto os produtos estão estocados, os custos são ativados, aparecem nos balanços (não na demonstração dos resultados) e só fazem parte do cálculo do lucro ou prejuízo quando de sua venda. Os gastos incorridos até o momento em que o produto fica pronto para a venda são custos, a partir daí são considerados despesas.

D

:
A palavra design é de origem inglesa e refere-se à concepção de um projeto ou um modelo, é utilizada também para significar o produto que resultou desse processo. Podemos dizer que o design é a interface entre um usuário e um artefato. Design Instrucional é uma denominação utilizada para falar do planejamento educacional para educação a distância e também do resultado de um planejamento concretizado num material para EAD. Da mesma forma o design instrucional é a interface entre o aprendiz e um material desenvolvido com a finalidade de promover um tipo de aprendizagem.
:
É a denominação do profissional que elabora o design instrucional.
:
É uma denominação corrente para o computador de mesa, usado também para denominar a escrivaninha ou ponto de trabalho que é o próprio computador.
:
(multimídia) sinal de vídeo digital.
:
Informação fundamental coletada em um estudo, em geral expressa numericamente.
:
Projetor multimídia, recurso audiovisual acoplado a computador e que tem substituído, com vantagens, o retroprojetor. Permite, entre outras inovações, a inclusão de som e movimento nas apresentações de textos. Maiores informações: http://www.datashow,com.br http://www.epson.com.br
:
Arte ou ciência do ensino, envolve não apenas conteúdos, mas também componentes intuitivos e valorativos
:
Espaço psicológico e de comunicação existentes entre os atores de um processo educacional.
:
(Copiar um arquivo eletrônico; download) – O processo de captura de informações pela cópia de arquivos localizados em computadores distantes por seu próprio computador local. É um dos principais usos de redes de computadores como a Internet e um fator importante no atual crescimento de uso da EAD.

E

:
treinamento que acontece através de uma rede, usualmente via Internet ou de uma intranet de uma empresa. Tem suas raízes nos anos 80, quando as empresas utilizavam CD-Roms para ensinar profissionais técnicos (IDG Now!, 03/05/2001)
:
Mensagem, geralmente textual, enviada de uma pessoa para outra por meio do computador.
:
(Educational Modelling Language) é um padrão para criação e administração de processos de aprendizagem (cursos virtuais e presenciais, programas de estudo, apostilas, livros, etc..).
:
Situação educativa em que instrutores e alunos estão separados em relação ao tempo e espaço.
:
Caracterizada por Paulo Freire, é o modelo de educação que considera o aluno como um receptor de conhecimentos transmitidos pelo professor. É centrada no professor, que decide sobre todos os aspectos do processo de ensino-aprendizagem.
:
Educação para o trabalho em diversos níveis.
:
Assunto ou tema principais de um curso a partir destes todas as outras atividades serão desenvolvidas.
:
Conjunto dos resumos do conteúdo de todas as disciplinas do curso que, geralmente, se mantém inalterado, enquanto não se modifica a estrutura curricular do mesmo. O professor, ao assumir uma disciplina recebe da coordenação do curso a ementa de sua disciplina para orientar-se na elaboração de seus planos.
:
Ambiente de apoio ao ensino-aprendizagem que a UNICAMP coloca à disposição de seus professores e alunos de graduação, via WEB, permitindo o planejamento de aulas, a disponibilização prévia de conteúdos e, fundamentalmente, formas de interação direta professor-aluno e dos alunos entre si.
:
A teoria de Jean Piaget, que se dedicou a compreender como se dá a gênese - daí ser genética - do conhecimento - daí epistemologia no indivíduo em suas etapas de desenvolvimento. Piaget trabalhoy com a idéia de que novos níveis de conhecimento estão sendo indefinidamente construídos através das interações entre o sujeito e o meio e por ser um processo permanente, e estar sempre em desenvolvimento, esta teoria é também denominada "construtivismo".
:
Coleção de informações para identificar qual a metodologia a ser utilizada em um curso, a abordagem pedagógica mais apropriada e quais os níveis de suporte técnico e pedagógico.
:
Expressar-se por imagens.

F

:
Termo usado para descrever ambientes de salas de aula tradicionais.
:
Instrutor on-line que dá assistência ao ensino via web.
:
Denominação do profissional que no processo educativo assume papel não-diretivo e que é responsável pela condução de um grupo em direção à aprendizagem. Originalmente adotado apenas nos trabalhos com grupos e de abordagem vivencial é hoje amplamente utilizado em programas voltados para adultos por aqueles profissionais que buscam fugir do modelo de ensino tradicional e expositivo para utilização de jogos e técnicas vivenciais. Está associado a renovação da postura tradicional do professor.
:
Inicio de projeto que utiliza recursos de educação a distância nesta fase são identificados os subsídios necessários para a definição do escopo do projeto.
:
Descrição ou explicação de uma coisa ou fenômeno em termos científicos.
:
Termo proveniente da teoria de sistemas, representa a informação que torna a alimentar o ciclo de um processo. Na relação interpessoal é uma técnica para facilitar a comunicação onde alguém indica para uma outra pessoa como teria sido seu desempenho numa situação ou numa tarefa.
:
Programa desenvolvido pela macromédia. Destina-se a criação de páginas ou componentes gráficos interativos para a WEB.
:
Bloco de papel (do inglês flip = piparote; chart = carta, quadro) constituído por folhas grandes, sustentadas por cavaletes, em que se escreve com pincéis durante apresentações verbais, como reforço ao texto falado.

G

:
Um dos principais mecanismos de busca na Internet.
:
Tons de cinza.
:
Software para trabalho colaborativo implementado em redes de computadores.
:
Troca de mensagens entre um grupo de usuários na internet, em geral cada grupo dedica-se a um tema específico.

H

:
(Handheld Device Markup Language) - Linguagem derivada do html.
:
Cabeça-cabeçalho. Marca o cabeçalho de uma página HTML.
:
Sistema numérico com 16 dígitos, utilizado na computação, para representar valores como endereços de memórias e códigos de cor.
:
Escondido/Invisivel. Propriedade de elementos no HTML.
:
Qualidade de quem pode fazer algo autonomamente, estando sempre associada a uma ação física ou mental. Capacidade intelectual, aptidão específica e talento especial para a realização de um exercício, ofício ou ministério. Refere-se a tudo aquilo que o aluno deve aprender a fazer desenvolvendo suas capacidades intelectuais, afetivas, psíquicas e motoras. Por exemplo: capacidade de organizar seu próprio estudo; capacidade de avaliar seu próprio trabalho e trabalhos de outros; capacidade de formular uma hipótese, realizar uma pesquisa; capacidade de coletar, organizar informações; capacidade de utilizar seus sentidos conforme a necessidade; domínio e utilização de seus movimentos e de sua ação motora; etc.
:
Opção dentro do ensino aberto para que o docente habilite a disciplina aos alunos disponibilizando o ambiente virtual.
:
Componentes físicos de um sistema computacional.
:
Ambiente de informações apresentadas por meios múltiplos (multimedia) e organizados em forma de rede capaz de ser navegada pelo usuário, como se fosse um hipertexto (hypertext).
:
Texto com ligações para outros documentos.
:
Uma hipótese é uma declaração de crença relativa a um fenômeno, fato ou relacionamento entre várias variáveis. Uma hipótese deve sempre ser testada contra fatos antes de ser aceita ou rejeitada. Características: são formuladas de maneira declarativa; devem descrever um relacionamento entre duas ou mais variáveis; devem ser testáveis; devem ser operacionais, no sentido de que não deve haver ambigüidade nas variáveis ou relacionamentos propostos; devem refletir uma preocupação com um problema, baseada em algum conhecimento, pesquisa anterior, ou necessidades identificadas. As hipóteses podem ser úteis para: explicar novos relacionamentos; estimular novas pesquisas; servir como fontes metodológicas; avaliar técnicas de pesquisa; levar a novos princípios.
:
Termo criado para designar página (hiperdocumento HTML) que o browser utiliza quando é inicializado.
:
Computador em uma rede, funciona como repositório para serviços disponíveis a computadores na rede.
:
(Software) Oferece ferramentas para o desenvolvimento de exercícios em ambiente educacional virtual com cursos oferecidos a distância.
:
(Hyper text Markup Language) – Software destinado ao desenvolvimento de hiperdocumentos disponíveis na WWW.

I

:
Programa de mensagens instantâneas.
:
Rede digital que integra vários serviços tais como: voz, dados, imagens, etc.
:
(Internet Explorer – V. 3.0/4.0/5.0/5.5) - Navegador desenvolvido pela Microsoft.
:
O termo interatividade surgiu no contexto das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação, com a denominada geração digital. A interatividade está na "disposição ou predisposição para mais interação, para uma hiper-interação, para bidirecionalidade - fusão emissão-recepção -, para participação e intervenção". (SILVA, Marco. Que é Interatividade in Boletim Técnico do Senac. Rio de Janeiro, v.24, n.2 maio/ago, 1998). Portanto, não é apenas um ato de troca, nem se limita à interação digital, é a abertura para mais e mais comunicação, mais e mais trocas, mais e mais participação. 2. Atividade mútua e simultânea da parte dos dois participantes, normalmente trabalhando em direção de um mesmo objetivo (LIPPMAN, Andrew. 1988). 3. Em ambientes informáticos, pode-se perceber uma ênfase na capacidade da máquina, uma valorização da potencialidade técnica. Porém, entende-se que a interação não pode apenas ser entendida como uma variação quantitativa de velocidade de resposta do computador. É preciso valorizar a bidirecionalidade, a comunicação contextualizada, enfim, aquilo que ocorre entre os interagentes e a evolução inventiva e criativa dos relacionamentos. (http://usr.psico.ufrgs.br/~aprimo/pb/pgie.htm).
:
(Internet Protocol) Um protocolo da camada de rede (três) da pilha de protocolos TCP/IP.
:
Representação estruturada de dados.
:
Termo proveniente da teoria de sistemas, significa a informação ou os insumos que dão início a um processo.
:
Tipo de instituições de ensino superior que não se organizam como universidades ou centros universitários. Geralmente são denominadas faculdades ou institutos e, também, identificadas como instituições não-universitárias.
:
São escolas, de todos os níveis de ensino, que não pertencem ao Poder Público. Podem ser confessionais (que pertencem a algum grupo religioso), comunitárias ou particulares no sentido estrito, ligadas a grupos ou pessoas físicas ou jurídicas (LDB, art. 20).
:
Transmite a instrução , ensina.
:
– é uma abordagem curricular que vai além da justaposição de disciplinas e ao mesmo tempo evita a diluição das mesmas em generalidades. (...) O conceito fica mais claro quando se considera o fato trivial de que todo conhecimento mantém diálogo permanente com outros conhecimentos, que pode ser de questionamento, de confirmação, de complementação, de negação, de ampliaçãoe de iluminação de3 aspectos não distinguidos (Parecer CNE/CEB n.º 15/98, item 4.3)
:
Ambiente de interação entre o homem e a máquina em qualquer sistema de informação ou automação.
:
Rede mundial de computadores - interconexão de duas ou mais redes - possibilidade de acesso público, tem base no protocolo TCP/IP.
:
Não-linearidade, potência, cooperação, permutabilidade e predisposição do sujeito a falar, ouvir, argumentar e disponibilizar-se conscientemente para mais comunicação, ou seja, transitar, transmigrar e desenvolver um modo de pensar e agir segundo uma racionalidade-em-trânsito. http://www.faced.ufba.br/~dept02/sala_interativa/texto_grupo.html
:
A subjetividade diz respeito às interpretações que um sujeito dá à realidade, ou seja, à forma pessoal através da qual a realidade é percebida por um indivíduo. A intersubjetividade diz respeito à possibilidade de interação entre o mundo subjetivo de um ou mais sujeitos.
:
Qualquer rede que fornece, dentro de uma empresa ou organização, serviços similares aos da WWW. Não é necessariamente ligada à Internet.

J

:
Sigla para "Joint Picture Expert Group" que estabeleceu normas para a compressão de imagens estáticas.
:
Linguagem de programação.
:
Linguagem de script que agrega diversos recursos e funções ao HTML. É interpretada pelo browser.
:
Extensão utilizada no ambiente Windows para arquivos JPEG.

K

:
Programa de transferência de arquivos e emulação de terminal.

L

:
Local Area Network, rede de computadores limitada a distâncias de até 10 km.
:
(Learning Content Management System) – Sistema de gerenciamento de conteúdos educativos software que integra ações relativas a gerenciamento de cursos, armazenamento de dados e criação de conteúdos.
:
Lei de diretrizes e bases da educação nacional (Lei n. 9.394/96).
:
(Learning Management System) – Sistema de gerenciamento de aprendizagem, software que automatiza ações administrativas e dados sobre usuários e cursos.
:
Termo usado para mostrar a quantidade de fluxo de informação através de um canal de comunicação. Expresso em unidades de n x 1000 bits por segundo, KBPS.
:
(Camada). Possibilita superposição de conteúdos em diferentes camadas.
:
(Esquerda). Parametro de Alinhamento no HTML.
:
Linha comutada (dial-up), linha telefônica convencional utilizada no acesso e
comunicação quando do uso da Internet.
:
(Vínculo). Palavras ou imagens destacadas, sensíveis ao clique do mouse, que levam para outro documento ou parte de um documento Web.
:
Discussão de assuntos específicos, via eletrônica.
:
Servidor de listas de discussões.
:
Livro digitalizado por meios eletrônicos.
:
Forma de acesso a um sistema computacional.

M

:
(Multipoint Control Unit) - Uma unidade de controle multiponto composta por MC e MP.
:
Sigla para "Moving Picture Experts Group" que estabelece normas para compressão
(compression) e armazenamento de vídeo.
:
Ferramenta para desenvolvimento de animações, componentes e páginas para SITES na internet.
:
do grego, parto das idéias, do Filósofo Sócrates (480 AC – 399 AC) quando da caracterização de sua sistemática dialógica, cujo princípio fundante consistia na afirmação de que todo homem possui, em si, o conhecimento de todas as coisas, necessitando apenas de questões adequadas que o façam refletir e buscar respostas.
:
é uma forma de organização de endereços, físicos ou eletrônicos, de pessoas físicas ou jurídicas com as quais a instituição pode precisar contatos. Quanto melhor classificada (por ex: lista de consultores, de dirigentes de escolas superiores, de autoridades ligadas à educação, ...) maior sua contribuição à eficiência institucional.
:
Margem).Propriedade que define a margem dos elementos no HTML.
:
Termo freqüentemente utilizado para denominar o amadurecimento das funções biológicas, o alcance da prontidão.
:
(Multicast Backbone) - Consiste de uma rede de túneis ligados a ilhas de sub-redes com capacidades de multicasting ao redor do mundo.
:
São sites que realizam consulta ao conteúdo da Internet, que não possuem um banco de dados próprio. Seus resultados são gerados através do envio da consulta feita pelo usuário a diversos sites. Os resultados retornados são então consolidados pelo site de metabusca, eliminando duplicidades e gerando um relatório para o usuário. Como cada mecanismo de busca possui uma sintaxe ligeiramente diferente para a submissão de perguntas, os melhores mecanismos de metabusca são aqueles que conseguem enviar as perguntas de forma a se aproveitarem da melhor forma possível a potencialidade dos buscadores.
:
São sites que oferecem serviços de consulta ao conteúdo da web. Estes serviços empregam programas de computador, denominados spiders, que navegam pela Internet, de site em site, capturando páginas, transferindo-as para um computador central, e fazendo sua indexação.
:
Mensagem enviada ou recebida na educação a distância podendo se transformar em material didático.
:
Maneira de ordenar a ação segundo certos princípios, ordem seguida na investigação, modo de agir com disciplina técnica e organização.
:
Editor de textos da Microsoft.
:
O formato mais comum para fitas de vídeo digital.
:
Formato de vídeo, baseado no padrão MPEG 2, usado para gravar em um CD comum o conteúdo de um DVD.
:
Coordenador(a) de encontro em educação a distância, o moderador é a pessoa que orienta e controla as teleconferências.
:
Força interior que determina a direção do comportamento para alvos apropriados à sua satisfação. As motivações podem ser de origem interna ou externa, provocadas por outros ou pela própria pessoa. No processo de ensino a motivação é uma poderosa arma do professor no despertar do interesse dos alunos por sua disciplina.
:
Navegador para WEB de código aberto derivado do Netscape.
:
É uma técnica de transmissão de pacotes utilizando endereços Multicast para economia de largura de banda.
:
Meios múltiplos utilizados em combinação para apresentar uma mensagem.
:
Base de dados, pode ser acessado com o PHP ou perl para inserir e verificar dados.
:
São assim denominados materiais físicos utilizados para armazenar dados e também os veículos ou meios utilizados na comunicação e na divulgação publicitária.
:
São técnicas suficientemente gerais para se tornarem comuns a todas as ciências ou a uma significativa parte delas. Latim — methodus, do grego — méthodos, de meta, objetivo, finalidade.
:
É essencialmente um rodízio de fatos a hipóteses, a leis, a teorias, e de volta a fatos como bases para o teste e refinamento de hipóteses mais adequadas.
:
É errôneo pensar que existe um só método científico. Há muitos e variados métodos. Métodos científicos mudam com a descoberta de novos instrumentos de observação, novas técnicas de experimentação e com novos instrumentos, tal como o cálculo. Métodos científicos diferem de uma ciência para outra. Todavia, há alguns princípios que são comuns a todas as ciências.
:
Um diretório específico (ou mini-árvore de diretórios) no repositório central. Os módulos são definidos no arquivo de módulos do CVS

N

:
Núcleo de Informática Aplicada à Educação.
:
(National Television Standards Committee) Órgão que estabeleceu as normas Norte- Americanas de transmissão de sinais de televisão (Contraste: PAL; SECAM).
:
Software que permite a navegação entre os conteúdos disponibilizados na Internet.
:
Conjunto de regras de etiqueta para o uso socialmente responsável da Internet, modo como os usuários devem proceder na rede, especialmente na utilização de correio eletrônico.
:
Navegador de Internet de código aberto.
:
um ambiente que tem características específicas e diferentes daqueles que estamos acostumados a encontrar no meio educacional. Um ambiente que combina a comunicação de “um para um”, de “um para muitos” e de “muitos para muitos” e que precisa ser conhecido antes de se pensar em desenvolvimento de programas online (Azevedo, W., 2002).

O

:
Respostas do sistema.
:
Quando não se indica o nome do autor, por sua vontade ou por ser desconhecido.
:
Criada por iniciativa, organização e responsabilidade de uma pessoa física ou jurídica que a publica sob seu nome ou marca e que é constituída pela participação de diferentes autores, cujas contribuições se fundem numa criação autônoma.
:
Criada em comum por dois ou mais autores.
:
(Art. 7 – Lei 9610/98) São obras intelectuais protegidas expressas por qualquer meio ou fixadas em qualquer suporte, tangível ou intangível, conhecido ou que se invente no futuro.
:
Significa que computadores ou usuários estão conectados.
:
Sistemas de educação que estão baseados em princípios de aprendizagem aberta.
:
Pacote de aplicativos de escritório gratuito e de código-fonte aberto.
:
Programação de software baseado na criação e manipulação de Objetos.

P

:
Forma padronizada ou modelo orientador da pesquisa e da organização de seus resultados em um campo delimitado de conhecimento.É um conjunto de pressupostos que regem nossa forma de interpretar uma situação e seu contexto e também de promover ações nesse contexto.
:
(Portable Document Format) Arquivo para conversão eletrônica de documentos.
:
Abordagem disciplinada do estudo de fenômenos naturais. Busca sistemática, objetiva e precisa de solução para um problema bem definido.
:
De modo geral, a pesquisa operacional pode ser caracterizada como a aplicação de métodos científicos, técnicas e instrumentos a problemas envolvendo a operação de sistemas, de forma a fornecer àqueles, no controle das operações, soluções otimizadas aos problemas.
:
A pesquisa tem como objetivo imediato a aquisição de conhecimento e pode visar à resolução de problemas específicos, geração de teorias e avaliação de teorias existentes. Não existe pesquisa sem teoria explícita ou implícita (Richardson, 1989).
:
1. busca conhecer tanto quanto possível sobre o objeto de pesquisa;
2. prova, se possível, que o objeto existe na área a ser pesquisada;
3. usa o mais eficiente método de detecção;
4. assegura de que verá o objeto de busca se o encontrar e que não o veria se ele não estivesse lá;
5. busca sistematicamente em vez de casuisticamente.
:
(Hypertext Processor) Linguagem de SCRIPTS usada para criar páginas web dinâmicas.
:
(PostScript) Linguagem de descrição de páginas criada pela Adobe, padrão de editoração eletrônica.
:
(Phase Alternate Line Padrão M) Conjunto de parâmetros para a transmissão de TV em cores utilizado no Brasil.
:
(Practical Extraction and Report Language) Linguagem de programação.
:
Processo que conduz à expansão e consolidação do conhecimento científico.
:
A pesquisa qualitativa tem como características principais: concentra sua preocupação no processo e não simplesmente nos resultados e no produto; tem como fonte direta os dados do ambiente;é descritiva; analisa os dados indutivamente; preocupa-se com uma abordagem quantitativa, concentrando sua atenção nos pressupostos que servem de fundamento à vida das pessoas (Triviños, 1992).
:
Um elo comum em todas as variáveis da abordagem quantitativa é que nela se empregam números ou símbolos para representar fenômenos de interesse ou modelo da realidade.
:
(Elemento de imagem). É a menor unidade ou ponto de um monitor de vídeo cuja cor ou brilho podem ser controlados.
:
Integrante de um projeto pedagógico o planejamento de conteúdos destaca-se pela forma de oferecimento dos materiais didáticos a serem disponibilizados aos aprendizes sejam esse presenciais ou a distância.
:
Prevê a inclusão de: Calendário do curso, Unidades de aprendizagem, recursos pedagógicos que serão utilizados, expectativas quanto as participações de professores e alunos e as avaliações que serão adotadas.
:
Tipo de dispositivo que pode ser conectado ao computador sem configuração de hardware ou software (auto-configurável). Programas desenvolvidos por terceiros que são instalados ou integrados, para acrescentar comandos ou funções a outro programa - geralmente possibilitam carregar certos tipos de arquivos (de sons, animações, etc.); diz-se ainda dos programas complementares que dão suporte a certos aplicativos. Programa que estende as capacidades de um browser.
:
na quantificação dos custos, é o volume mínimo de vendas que a organização deve realizar para cobrir seus custos fixos, sem lucro ou prejuízo. A partir deste ponto, o crescimento das vendas passa a produzir lucros em escala variável.
:
Pequena janela que aparece sem ser clicada, em geral chamando a atenção do internauta para algum assunto ou propaganda.
:
Sistema de pensamento sintetizado por Auguste Comte (século XIX), segundo o qual todo conhecimento deve estar fundamentado na experiência e nos fatos. Propõe que o mundo físico e social é ordenado e que o cientista deve descobrir as leis de tal ordem. O Positivismo adota o mecanicismo de Descartes. São sistemas complementares.
:
Software da microsoft para a produção de apresentações gráficas.
:
Cuidados básicos com o ambiente de gravação de web aulas em estúdios envolvendo sonorização e a iluminação, algumas dicas:
● Desligue ou isole fontes de ruídos na sala tais como: Ventiladores, condicionadores de ar, portas e janelas abertas; ● Não instalar telefones na sala; ● Deixar a sala com iluminação adequada de preferência com a elaboração de um projeto específico.
:
Pessoa com formação e experiência fundamentalmente em duas áreas de atuação pedagogia e informática.
:
Formas de acesso ao aprendizado, utilizando-se de metodologias, estratégias e meios para que sejam atingidos os objetivos acadêmicos ou profissionais nele previstos.
:
Procedimentos estabelecidos através de regras que permitem troca de dados entre sistemas ligados em rede.
:
Conjunto de regras padronizado que especifica o formato, a
sincronização, a seqüência e a verificação de erros em comunicação de dados.
:
Oferecimento de obra literária, artística ou científica ao conhecimento do público, com consentimento do autor, ou de outro titular de direito do autor, por qualquer forma ou processo.
:
legislação e outros documentos produzidos por órgãos do Governo que informam sobre as políticas públicas e noticiam a realização de programas de interesse da população. No caso da EAD, é fundamental acompanhar as publicações do MEC - disponíveis inclusive em meio eletrônico-, em especial da Secretaria de Educação a Distância, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, da Secretaria de Educação Superior e do Conselho Nacional de Educação.

Q

:
Pesquisa qualitativa, pesquisa científica baseada em coleta e análise de dados qualitativos.
:
Tecnologia (Apple) para gravar e reproduzir áudio e imagens em vídeos.

R

:
Padrão do mercado para conectores de áudio e vídeo. A sigla significa Radio Corporation of America.
:
Sistema de Controle de Revisão (Revision Control System). Uma série de utilidades de nível inferior da camada, da qual, o CVS está.
:
Sigla do inglês (red, green, blue). Método de produção de cores no qual se mistura a luz composta de três cores primárias: vermelho, verde e azul.
:
Padrão vídeo streaming da RealNetworks.
:
Simulação de um ambiente real em 3D.
:
Padrão streaming de áudio da RealNetworks.
:
Linux mantido pela Red Hat Software.
:
Interconexão entre computadores por meio de cabos, rádio ou satélite.
:
Acesso remoto por um terminal a computadores em rede ou internet.
:
Diretório que armazena a cópia mestre dos arquivos. O Repositório central é uma árvore de diretórios contendo todas as suas versões.
:
Emissão simultânea da transmissão de uma empresa por outra.
:
Uma TAG numérica ou alfa-numérica identificando a versão de um arquivo.
:
Rádio difusão.

S

:
Conjunto unificado de padrões e especificações para conteúdo, tecnologia e serviços para elearning.
:
Sistema de TV a cores desenvolvido pela França.
:
(password) conjunto de digitos alpha-numérico atribuidos ao usuário de sistema computacional que permitem o acesso a esse sistema.
:
conhecimento de aplicação prática; opinião compartilhada pelos membros de uma dada sociedade; conhecimento tácito.
:
Modelo cliente-servidor, é o programa responsável pelo atendimento a determinado serviço solicitado por um cliente.
:
Computador ou programa, que fornece um tipo específico de serviço ao programa cliente executando em outros computadores (Internet).
:
A denominação sistema é utilizada para fazer referência a um conjunto, a um agrupamento de partes coordenadas, qualquer que seja o assunto de que se trata. É utilizada nos mais diversos campos: informática, biologia, legislação, educação e outras.
:
Conjunto dos métodos de comunicação de uma organização.
:
São as estratégias utilizadas pelo homem para representar a realidade, tanto para interpretá-la como para comunicá-la.
:
Local indicado por um computador, normalmente um servidor WEB, que contém informações disponíveis através do uso de diversos programas. Na Internet, a página (homepage) ou seqüência de páginas que uma empresa, universidade, repartição, entidade ou mesmo uma pessoa mantém na Web; o endereço de sua localização na rede.
:
Sinais que utilizam pontuação e acentuação para expressar emoções exemplo: smile = sorriso.
:
Caracteriza-se por reivindicar o conhecimento como fonte principal de riqueza e bem-estar, num mundo cada vez mais globalizado. Apoia-se fortemente no desenvolvimento de novas tecnologias de informação e comunicação, impulsionadas pelos avanços da informática e da telemática, exigindo uma mudança de paradigma em todos os âmbitos da vida em sociedade.
:
Conjunto de instruções para um sistema computacional (programa de computador).
:
Sistema que permite aos usuários executar, produzir cópias ou modificar um software.
:
Aplicativos de software para escritórios mantido pela SUN.
:
Tecnologia que permite a transferência de áudio e vídeo em tempo real.
:
Considerando-se o sistema como um agrupamento maior, utiliza-se a denominação subsistema para fazer referência a um subconjunto daquele agrupamento. Pode-se dizer que o subsistema é em si mesmo também um sistema.
:
Equipe preparada para atender todas as necessidades dos usuários EAD sejam esses auxílios vindos de pendências pedagógicas ou tecnológicas.
:
Comunicação onde a mensagem emitida por uma pessoa é recebida e respondida imediatamente pelas outras, ou seja, acontece em tempo real.

T

:
Tecnologia de Informação e Comunicação
:
(Transmission Control Protocol/Internet Protocol) Protocolo para a comunicação entre computadores em diferentes redes.
:
(Time to Live – Tempo de vida) – Determina como pacotes multicast podem viajar sobre a Internet. Os valores padrão são: 16 – Site; 47-UK; 63 Europa; 127 World.
:
Conjunto de Caracteres que identificam os elementos e os comandos no HTML.
Ex.: .
:
Se pode tocar; palpável.
:
é “um conjunto de princípios e prescrições articulados, derivados de um sistema teórico coerente, aplicados à função educacional” (Borges-Andrade, J.E. Por uma competência técnica no treinamento. In Psicologia, Ciência e Profissão, 1986:17)
:
Termo genérico para toda e qualquer forma de comunicação em tempo real entre pessoas distantes.
:
Fusão das tecnologias de telecomunicação com os mais modernos avanços de informática.
:
Trata-se de uma perspectiva que supera a proposta de composição de muitas disciplinas - áreas do conhecimentos - somando suas diferentes perspectivas, para interpretar uma realidade ou solucionar um problema, numa tentativa de encontrar uma totalidade que elimine essas divisões.
:
Transferência de dados nas modalidades analógica, serial, assíncrona e síncrona por um canal de comunicação.
:
Elemento importante em muitos sistemas de educação a distância, sendo principal responsável pelo processo de acompanhamento e controle do ensino-aprendizagem.
:
Evento interativo que envolve o fornecimento de feedbeck ao aluno sobre as tarefas e atividades já executadas e orientação das tarefas a serem executadas
:
conjunto de procedimentos práticos de uma arte ou ciência para se obter determinados efeitos ou resultados materiais.

U

:
(Unified Modeling Language) Metodologia orientada a modelagem de objetos de forma padrão pode-se específicar classes e objetos fazendo associações e responsabilizações.
:
(Uniform Resource Locator) Localizador de Recurso Uniforme,mais conhecido como "Endereço na internet". É o nome que permite identificar e acessar um computador na rede Web. Ex.http://www.unicamp.br
:
Padrão para portas que aceitam a conexão de diversos tipos de dispositivos como mouse, teclado, scanner e câmeras.
:
São “instituições pluridisciplinares de formação dos quadros profissionais de nível superior, de pesquisas, de extensão e de domínio e cultivo do saber humano, que se caracterizam por:
I - produção intelectual institucionalizada mediante o estudo sistemático dos temas e problemas mais relevantes, tanto do ponto de vista científico e cultural, quanto regional e nacional;
II - um terço do corpo docente, pelo menos, com titulação acadêmica de mestrado ou doutorado;
III - um terço do corpo docente em regime de tempo integral.” (LDB, art. 52)
:
Facilidade e a adaptabilidade com a qual um produto pode ser utilizado na realização das tarefas para as quais foi projetado.
:
Identificação de um usuário (em geral nome) que permite acesso a um sistema
computacional, está, quase sempre, associado a uma senha (password).

V

:
Identificação atribuida a uma fase de determinado software.
:
Visual – Editor de texto.
:
Forma de telecomunicação que se caracteriza pela transmissão de textos e gráficos simples e que podem ser visualizados em telas, como monitores de televisão, por exemplo.
:
Utilização de equipamentos de áudio e vídeo para conectar participantes que estão em lugares remotos.

W

:
(World Wide Web Consortium). Entidade que ratifica e estabelece padrões para a comunicação, formatação e programação de páginas, aplicativos e navegadores para a Internet.
:
Profissional que tem como função a criação e confecção de páginas para uso na internet (websites), cuida da performance, usabilidade e acesso facilitados a essas páginas bem como de seus desenhos e animações.
:
Estilo de produção de texto voltado à publicação na Internet.
:
Câmera digital ligada a um PC (personal computer) que proporciona a captação de imagens podendo transmitir em tempo real na rede.
:
Serviço de e-mail em que o acesso se dá através de um BROWSER (de um PC ligado a Internet).
:
Profissional responsável por manter a estrutura e funcionamento de um WebSite.
:
Software (software livre), que proporciona a possibilidade de pessoas que não tenham muitos conhecimentos de informática criarem páginas na Internet.
:
Transmissão sem fio, transmissão via ondas de rádio ou satélite sem a necessidade de conexão física por meio de cabos.
:
Ambiente estruturado em forma de um enorme hipertexto (hypertext) que é o ambiente mais usado na internet.

X

:
(Extensible Markup Language) Essa ferramenta de software foi concebida com a finalidade de facilitar a troca de documentos entre diferentes sistemas computacionais.

Y

:
Serviço de busca na Internet.

Z

:
Zipar – Processo de compactação de arquivos.
:
Processo de compactação de arquivos.

H

:
Protocolo de comunicação de dados, possibilita a transferência de hiperdocumentos na WWW.

Í

:
Símbolos utilizados para representarem ações e/ou circunstâncias.

Page:  1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  (Next)
ALL